Saturday, 5 July 2008

Creme de Morangos ao perfume de alecrim e balsâmico

Morangos são incríveis... são lindos, coloridos, delicados e muito cheirosos.

Gosto de morango é gosto de infância, acho que por causa da torta de morango que mamãe fazia quando eramos pequenas ou dos morangos picados com creme de leite e açúcar que finalizaram tantos almoços da mamãe com suas meninas...

E por isso a mamãe e um das meninas foram convidadas para "atacar" a sobremesa feita especialmente para a participação no Colher de Tacho em homenagem ao Rei Morango. E quando eu digo atacar é literalmente... finalizados os potinhos, a menina passou a lamber o liquidificador, de repente estava praticamente dentro dele... Eu não disse que comer morangos é voltar à infância?

Quer saber se estava bom?Nas palavras da menina, que além de atacar também fotografou, estava delicado e sofisticado, uma das melhores coisas que ela já comeu na vida...

A receita é uma adaptação minha à da Revista Menu.



Receita da Renata do blog Geléia de Rosas

- folhas de 2 ramos de alecrim
- 2 bandejinhas de morangos
- 2 colheres (sopa) açúcar
- 2 colheres (chá) de aceto balsâmico
- 1/2 pote de sorvete de creme

Coloque numa panela os morangos lavados (sem os cabinhos), as folhinhas de alecrim, o açúcar e o aceto balsâmico. Tampe a panela e cozinhe em fogo baixo até que os morangos amoleçam bem e se forme uma caldinha (+- 15min). Aproveite para curtir o cheiro que exala do morango e do alecrim...
Retire do fogo, coloque em uma tigela e leve ao congelador por 20 minutos (quente mesmo).
Em seguida bata no liquificador com o sorvete de creme, coloque em potinhos individuais e sirva imediatamente.
Opcionalmente pode-se acrescentar um fio de vinho do porto para dar um toque especial.
Rende 6 potinhos e uma raspa de liquidificador.
POST DEDICADO À OUTRA MENINA QUE MORA NO RIO
Buen Provecho!

2 comments:

Renata Gaeta said...
This comment has been removed by the author.
Anonymous said...

That's where the aurawave and its force as a TENS annoyance stand-in, and how does it run? The galvanising pulses likewise trace profligate to the abominable country and gain circulation, which helps the convalescence march if the painful sensation signals being sent to the tegument through electrodes.
Feel free to surf my web-site : anonymous